quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Não Percam....







É amanhã, no aniversário de 1 ano do Programa Vida Melhor, estarei ensinando o pap da textura rendada, com Gato Preto e Condor...Não Percam..depois deixe um comentário prá mim...uuuhhhuuuuuuuuuuuuuu

terça-feira, 30 de agosto de 2011

Caixa com Mármore Líquido

Preparação da caixa....

1)Passar base para artesanato Gato Preto em toda peça e aguardar secagem
2)Lixar com uma lixa clara 220
3)Passar 2 demãos de pva cintilante ( usei marrom) GP, aguardando secagem entre elas.
4)Na tampa, isolar com fita crepe as partes que não receberão o mármore líquido.
5)Fazer uma chuva americana com hidro vitral perolado.

Mármore Líquido
1)despejar sobre a superfície plana um pouco de hidro vitral Gato Preto na cor fumê, e um pouco de hidro vitral base perolada gato preto.
2)inclinar a peça de um lado para o outro, para que elas se misturem um pouco.
3)Assoprar devagar sobre essa mistura.
4)Com auxilio de um palito de churrasco, ir puxando para as laterais da peça essa mistura.
5)Aguardar secagem total em até 2 horas em uma superfície reta.
6)Passar uma camada de hidro laca brilhante.
7)Fazer um acabamento com hidro miçanga Gato Preto na cor pérola....

Maria Luiza

Logo quando secar posto a foto...Esta Técnica será apresentada por mim no Canal Boa Vontade no dia 05/09/2011

Textura rendada em Mdf

1)Passar base para artesanato Gato Preto na peça escolhida, aguarde secagem e lixe com uma lixa 220
2)Repita o processo acima
3)Escolha uma cor de pva Gato Preto e passe duas a três demãos sobre a superfície, aguardando secagem
4)Escolha um pedaço de renda, ( usei cortina) e passe de três a quatro demãos de goma laca incolor gato preto, ou até ela ficar firme como um stencil
5)Posicione a renda sobre a parte da peça que receberá textura.
6)Com uma espátula, misture a pasta de modelagem Gato Preto e uma cor pva cintilante Gato Preto.
7)Espalhe essa mistura sobre a renda e a retire com cuidado depois de texturizada.
8)Aguarde secagem e passe a lixa suavemente sobre a textura para acertar possíveis imperfeições.
9)Com hidro miçanga transparente com gliter, faça uma pátina seca sobre a textura.
10)Passe uma demão de hidro laca brilhante Gato Preto para finalizar.

Textura rendada em Mdf




Essa técnica será apresentada por mim no dia 01/09/2011 no Programa Vida Melhor, com Cláudia Tenório na Rede Vida de Televisão.....Olha que honra pra mim...É NIVER DE 1 ANO DO PROGRAMA......UUUHHHUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUU

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Tem apostila grátis aqui.....da Gato Preto

Confira a promoção super bacana que a Gato Preto tá oferecendo... Vc ganha uma apostila com várias técnicas... mais de 20 técnicas!!!!

NÃO É SORTEIOOOOOOOOOOOOOOOOOOO

Gente, é só entrar no site, assistir ao video e deixar um cometário...corre lá e garanta a sua......


http://www.gatopreto.com.br/slide/hidro-micanga-no-programa-hoje-em-dia/

Dois sentidos não assam milho...

Cheguei cedo para o churrasco na fazenda de um amigo no interior. Quando cheguei, a cozinheira, atarefada me disse :

“Ainda bem que o senhor chegou! A carne está na churrasqueira lá no fundo e eu tenho que olhar o arroz e o feijão e ainda fazer a farofa . E eu fico correndo daqui pra lá e o feijão começou a queimar . Isso não dá certo! DOIS SENTIDOS NÃO ASSAM O MILHO”

Ouvi aquilo com atenção e fiquei pensando no que significaria aquele “Dois sentidos não assam milho...”. Perguntei a velha cozinheira e ela me deu uma verdadeira aula de “FOCO”

“As coisas só dão certo quando a gente presta atenção numa coisa de cada vez, e faz uma de cada vez. Não adianta querer fazer as coisas com dois sentidos , isto é direção . A gente tem que ter um sentido só, uma direção só . E o milho não assa ! E o milho queima “

E eu fiquei pensando na sabedoria popular. Na sabedoria dos mais velhos. Na sabedoria das pessoas simples . A gente estuda, estuda, lê livros complicados, faz cursos no mundo inteiro, para muitas vezes nem chegar perto da sabedoria de uma senhora analfabeta que com “bom senso “ diz e sabe das coisas que realmente importam na vida.

As maiores autoridades mundiais em administração e gestão hoje falam da importância do “FOCO” para pessoas e empresas. As empresas e pessoas têm que ter foco, isto é, concentrar-se nas suas fortalezas . A falta de foco faz com que as empresas não consigam formar a necessária “IDENTIDADE” de marca na cabeça de seus clientes . Sem foco as pessoas não conseguem se desenvolver, investir em si próprias ter sucesso.

Nesta semana, pense nisso. Será que não temos o péssimo hábito de querer fazer tudo ao mesmo tempo e deixamos o milho queimar ?

Lembre-se que “dois sentidos não assam milho”
Angela Gomes Ribeiro

Você me acha aqui também......

http://www.blogger.com/img/blank.gif
http://www.orkut.com.br/Main#Profile?rhhttp://www.blogger.com/img/blank.gifthttp://www.blogger.com/img/blank.giftp://www.blogger.com/img/blank.gifl=lhttp://www.blogger.com/img/blank.gifs&uid=13784561501106903367;
www.fotolog.terra.com.br/mlmaosquecriam;
http://www.elo7.com.br/maosquecriam
http://www.youtube.com/user/maosquecriam1?feature=mhee
https://www.facebook.com/MaosqueCriam

Aqui tem paps diversos

http://www.tvjornaldelimeira.com.brhttp://www.blogger.com/img/blank.gif/site/noticias.php?ID_Categoria=8http://www.blogger.chttp://www.blogger.com/img/blank.gifom/img/blank.gif

www.condor.ind.br


www.gatopreto.com.br


http://www.orkut.com.br/Main#CommMsgs?cmm=46379566&tid=5292273747434254427&kw=paps


http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=100758973



Galera, tem bastante coisa aqui, mais tarde volto e posto mais...uuuhhhhuuuuuuuuu

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

hummmmmmmmmm...que delicia....




Com pincéis Condor

Oração Poderosa......




Leia todos os dias.....

Pintar com Pincéis Condor




Gostou????deixe um comentário......

Olha que coisa linda...




DA CONDOR PARA VOCÊ!!!!

Mais um pap pra você....





DA CONDOR PARA VOCÊ!!!!

Texto para ler, reler e refletir

As circunstâncias entre as quais você vive determinam sua reputação.
A verdade em que você acredita determina seu caráter.
A reputação é o que acham que você é.
O caráter é o que você realmente é...
A reputação é o que você tem quando chega a uma comunidade nova.
O caráter é o que você tem quando vai embora...
A reputação é feita em um momento.
O caráter é construído em uma vida inteira...
A reputação torna você rico ou pobre.
O caráter torna você feliz ou infeliz...
A reputação é o que os homens dizem de você junto à sua sepultura.
O caráter é o que os anjos dizem de você diante de Deus.

Arnaldo Jabor

Por Flávia Tadic, via facebook

Indicação dos Pincéis


Vale a pena entrar em Linha artística




http://www.condor.ind.br
Fonte: Condor- Melhor Pincel do Mundo

Conservação dos pincéis




Antes de utilizar um pincel novo, deve-se remover a goma protetora da ponta, colocada pelo fabricante para manter a forma original no transporte.

Durante o uso, evite que qualquer tipo de tinta seque no pincel.

Após o uso, tirar o excesso de tinta em papel absorvente ou tecido macio, limpar no solvente indicado para a tinta usada, lavar com água e sabão neutro e enxaguar em água corrente.

Limpa Pincel ref. 574 Utilizar movimentos de vaivém e circulares, evitando “batidinhas” no recipiente de limpeza. Para isso, você pode utilizar a Bandeja Condor (585).

No caso da limpeza profunda, utilizar o Limpa-Pincel (574), pressionando levemente o pincel sobre a superfície pontilhada, com movimentos circulares e de vaivém. Use água e sabão neutro na limpeza.

Ao utilizar o pincel com anilinas ou tintas de alto poder de tingimento, reserve o pincel apenas para essa finalidade de pintura.

Suporte para pincéis ref. 586 Durante a secagem, mantenha o pincel sem pressão na ponta, para evitar a deformação do formato original.

Na armazenagem prolongada, conserve o pincel em lugar fresco e ventilado.

No transporte, disponha os pincéis sem pressão nas pontas.

A Condor sempre oferece o material adequado ao que você precisa. Com a ferramenta certa nas mãos, todos os seus trabalhos viram obra de arte.


Fonte Condor: Melhores Pincéis do Mundo!!!!

História dos Pincéis



Os primeiros registros do uso de uma ferramenta para transporte de tinta foram identificados na pintura rupestre, na era paleolítica, também chamada de "arte parietal".

Segundo a história, o primeiro recurso foi um graveto de carvão com gordura animal. Depois, outros elementos fixadores também foram introduzidos, como tinta, misturando-se os corantes minerais com vários tipos de gordura.


As cores obtidas eram o ocre-amarelo, ocre-vermelho e negro.

Eram utilizados nas ilustrações: dedos, penas de diversas aves, gravetos com pelos nas pontas, uma espécie de buril de pedra e, ainda, os tufos feitos de musgo.

A irregularidade das superfícies ajudava na expressão das formas, como saliências, buracos, rachaduras etc.

Nesses milhares de anos, pouco se sabe sobre a fabricação que deu origem ao primeiro exemplar de pincel, similar aos que você utiliza hoje.

Algumas informações aparecem no século XV, na Europa, com a pintura do Afresco e Falso Afresco, em que é mencionado um tipo de pincel “Pituá” com pelos macios de animal, no tamanho da palma da mão do pintor, para suavizar a textura da pele humana. Outros tamanhos foram desenvolvidos no formato redondo, com os pelos atados em varetas de madeira.

No Oriente, em 1804, há outro registro denominado "Pincel de Toyohashi", no feudo de Yoshida, Kyoto (Japão). Utilizado para caligrafia e pinturas ornamentais, foi construído com cabo de bambu, virola de talo de pena e pelos macios de animais.

Nesse registro, encontramos informações sobre uma pequena variedade de formas de pontas. Esses pincéis foram considerados, na época, verdadeiras joias, sendo guardados pendurados em suporte de metal nobre. Hoje, fazem parte da arte tradicional do Japão.

Nas antigas gravuras, encontramos também o uso do carvão, bico de pena e estiletes.

Na Europa, nas primeiras décadas do século XIX, algumas informações identificam o uso do pincel no formato chato, somado ao redondo já conhecido.

Ainda no século XIX, com o surgimento da máquina fotográfica, alguns artistas buscaram um diferencial em suas pinturas. Combatiam a concorrência visual com pinceladas expressivas e, ao mesmo tempo, utilizavam as fotografias como referências para suas pinturas.

Tem início, então, a pintura gestual; a pintura em contato com a natureza. Uma pintura também chamada "A La Prima".

Esse estilo moderno de pintura exigia do artista uma maior intimidade com suas ferramentas de trabalho: o tipo de tinta, as cores e o pincel.

Em cada gesto da pincelada ficava impresso o sentimento do artista, com sua ótica da cor e das formas. A pintura adquiriu velocidade. Era o chamado "Impressionismo".

Nesse momento da história da arte, o pincel passou a ser uma ferramenta de grande importância. Alguns artistas construíram seus próprios pincéis, com formas adequadas às suas pinceladas. Cada novo formato de pincel era identificado com o nome do artista que o criou.

Na sequência da evolução dos pincéis, surgiram os fabricantes em escala de comércio.

A fabricação era feita em alto sigilo e os conhecimentos técnicos eram passados em segredo, de pai para filho.

No século XX, a fabricação evolui com os filamentos sintéticos na exploração de novos formatos nas pontas dos pincéis e tantos outros acessórios artísticos. Essa evolução foi paralela à da tinta à base de água.

Hoje, o pincel é uma ferramenta de trabalho com especificações técnicas de uso e manutenção.

Com uma maior variedade de formas, os pincéis ampliam os recursos na pintura em todo tipo de técnica.

Projetados como extensão da mão, oferecem tamanhos diferenciados de cabos, para atender à distância necessária até a superfície que será pintada.

O formato define o traço e a pincelada buscada pelo artista. A composição da ponta (pelos, cerdas ou filamentos sintéticos) define o uso do tipo de tinta na superfície a ser pintada.

Os pelos e as cerdas de origem animal somente são utilizados dentro das normas rígidas de preservação das espécies.

A Condor foi a primeira empresa no Brasil a lançar novos formatos de pincéis, o uso do filamento sintético e a literatura técnica sobre o uso e a manutenção desse produto.


Fonte Condor, os melhores pincéis do mundo

Tipos de Pincéis





Pincéis tipo Língua de gato. (Filberts)
Este é um tipo de pincel plano com o bordo arredondado. Eles são usados quando se quer rebordos mais suaves ou pequenas áreas a cobrir.





Pincéis Chatos ou Quadrados. (Brights)

Este tipo de pincel é semelhante ao pincel plano, excepto que os pelos são mais curtos e o pincel é mais restrito. O pincel chato é ushttp://www.blogger.com/img/blank.gifado quando se deseja que as pinceladas sejam perceptíveis.
Eles tem a tendência a aplicar a pintura em pequenas camadas e quando se deslizam, arrastam a pintura que já esta na tela. Oferece mais controlo na pincelada que o plano.http://www.blogger.com/img/blank.gif

Pincéis Redondos. (Rounds)
Embora algumas pessoas utilizem com êxito estes pincéis redondos para pintar, o certo é que eles são menos versáteis do que outros pincéis devido a pouca diference na forma e largura da pincelada que oferecem. Os pincéis redondos são a maior parte das vezes feitos de pelo de marta.
São usadas para pequenos detalhes e para fazer linhas delicadas nos trabalhos.

Trinchas.
São pincéis suaves e largos, que variam normalmente entre os 3 e 6cm de largura. São utilizados para verniz, retoque verniz, aplicação de gesso ou grandes áreas de cobrimento.

Ler mais: http://www.amopintar.com/tipos-de-pinceladas#ixzz1VxlumlFe

Pinceladas

Pincéis planos. (Flats)
O pincel plano tem os pelos arranjados de uma forma rectangular, e são mais compridos que largos e mais estreitos que os chatos.
O pincel plano é o mais versátil dos pincéis. Pode fazer uma pincelada ampla ou estreita e com um pequeno toque, um traço triangular.
Este é também o principal pincel de mistura.

Ler mais: http://www.amopintar.com/tipos-de-pinceladas#ixzz1VxlUaZ4c





Fonte : amopintar.com


Tipos de Pincéis




Existem basicamente cinco tipos de pincéis, embora dentro destes cinco tipos existam também variantes. Cada uma destas formas, são utilizadas para a realização de pinceladas específicas.
Estas formas são: Planos (flats), Quadrados (bright), Língua de gato (filberts), Redondos (rounds), Leque (Fan)
Alguns artistas só utilizam uma forma de pincel ou dois, com as variantes em tamanho para produzir os efeitos desejados.

Pincéis planos (Flats)
Os pincéis planos, são formados por um extremo plano de pelos e com varias longitudes, dependendo do tamanho e numero do pincel. Eles seguram uma grande quantidade de pintura e têm bom “spring”. Podem ser utilizados tanto no seu lado plano, como no seu canto para reproduzir linhas fins. São excelentes para as primeiras camadas, e para pintar extensões amplas de pintura.

Pincéis Chatos ou Quadrados (Brights)
São semelhantes aos pincéis planos, mas com pelos mais curtos. São mais utilizados para realizar pinceladas mais curtas e controladas, já que não seguram grandes quantidades de tinta.

Pincéis tipo Língua de Gato (Filberts)
São similares aos pincéis quadrados, mas com a ponta acabada de forma arredondada semelhante a língua de um gato, por esta razão são também conhecidos por este nome.
A longitude dos pelos podem variar desde curtos, médios ou longos. Estes pincéis são excelentes para esbatimento e para pintura figurativa.

Pincéis redondos (Rounds)
Como o nome indica, são pincéis
cujos pelos estão agarrados á virola em forma circular. Agarram pouca quantidade de pintura, e são ideais para fazer pormenores e linhas finas, pontos, tracejados e pequenas misturas de cores. São ideais para “lavadas” por esta razão são também muito utilizados para aguarelas.

Pincéis tipo Leque (Fans)
São como o nome indica, pincéis em forma de leque. São pincéis especializados, já que a sua utilização é muito específica. São por contradição ou muito utilizados por um artista ou não utilizados para nada. Não segura muita quantidade de tinta pelo que geralmente são utilizados para esbatimentos. Deve ser mantido sempre limpo quando utilizado para esbatimentos já que pedem as suas propriedades quando ficam cheios de tinta. Alguns artistas habituam-se tanto a eles que o utilizam para criar certos efeitos.
E conveniente ter vários pincéis deste tipo á mãos.

Ler mais: http://www.amopintar.com/tudo-sobre-pinceis-para-oleo#ixzz1VxkSLypA

Pincéis a Óleo

Tudo sobre pincéis para óleo.


Tipos de pincéis, formas e tamanhos …Tudo o que precisa saber sobre os pincéis para pintar a óleo.

Os pincéis e trinchas para pintura a óleo vêm numa ampla variedade de tamanhos e formas o que pode ser por vezes confuso para um iniciante. O propósito deste artigo é ajuda-lo a esclarecer de uma forma resumida e fácil de perceber, os tipos de pincéis que existem para assim facilitar a sua escolha.

TIPOS DE PINCÉIS.

Existem basicamente dois tipos de pincéis para pintura a óleo, baseados na textura que produzem, e eles são pincéis suaves e duros.

Os pincéis suaves, são frequentemente feitos de pelo de marta ou qualquer outro esquilo. São macios e facilitam a realização de um acabamento refinado do trabalho. São mais utilizados para trabalhos detalhados.

Existem pincéis de pelo sintético que proporcionam a mesma qualidade nos trabalhos e são mais baratos e mais resistentes que os de pelo natural de animal.

Os pincéis duros são conhecidos como pincéis de cerdas e são muito resistentes. São fabricados de pelo de porco e são bastante fortes e duros. Agarram bastante quantidade de tinta e espalham muito bem. Não entanto deixam as marcas das cerdas e são mais utilizados para pinturas grosseiras e directas.


Ler mais: http://www.amopintar.com/tudo-sobre-pinceis-para-oleo#ixzz1Vxk3Igf1

Pincéis a Óleo

Como limpar e cuidar os pincéis e mantê-los novos para sempre…Ou a melhor forma de poupar dinheiro…!!!

Para garantir uma maior durabilidade e melhor performance dos pincéis, é necessário manter os pincéis limpos, especialmente a virola.
De nada vale comprar os pincéis mais caros e de melhor qualidade, se a seguir não se tomam os cuidados de manutenção apropriados. O artista deve criar a rotina de limpar os pincéis sempre após cada sessão de pintura…uma rotina que pagará bons dividendos!


limpar-pinceis
Procedimento:


Para facilitar a limpeza o primeiro passo a dar é remover a maior quantidade possível de pintura com uma toalha de cozinha.
A seguir lavar o pincel com removedor de pintura para retirar todos os vestígios de tinta das cerdas. A forma mais fácil e rápida é através da utilização de um pote de limpeza com uma grelha de limpeza no fundo.
A grelha espalha (abre) as cerdas e permite a penetração do diluente até a virola do pincel. E especialmente importante manter limpa esta parte do pincel e remover todo vestígio de pintura porque a acumulação de tinta seca nesta área é o caminho directo para a ruína dos pincéis. Uma vez limpos, secá-los numa pano de cozinha.

Para proteger os pincéis mais pequenos, é recomendável fazer um tratamento de limpeza mais profundo. Mergulhar o pincel em agua morna, a seguir puxar as cerdas numa pastilha de sabão ou utilizar um liquido de limpeza para as mãos para artistas ,”espalmar” trabalhar o pincel na palma da mão, enxaguar e repetir até formar espuma leve.
Este procedimento deverá continuar até notar que a espuma está limpa sem nenhum traço de cor. Alguns pigmentos mancham a cerda, esta não prejudicará os pincéis.

Uma vez limpo o pincel, secar, dar forma e deixar secar naturalmente.
Também pode dar forma ao pincel deixando-o com a espuma limpa e deixando secar naturalmente. Este procedimento é útil se houver algumas cerdas desalinhadas que precisem ser colocadas de novo em linha.
Assegure-se de remover a espuma com água morna antes da utilização do pincel.

Algumas dicas importantes.

Se tiver um pincel danificado não apto para pintar, ainda pode tirar proveito dele e dar –lhe outra utilização, como por exemplo para fazer ponteado, folhagem ou para alguma marca particular.

Nunca deixe os pincéis em pé apoiados sobre as cerdas no porta-pinceís. Faça-o sempre com as cerdas para cima…ou eles adoptarão a forma inclinada e nunca mais a recuperarão a sua forma original


Ler mais: http://www.amopintar.com/como-limpar-os-pinceis-de-oleo#ixzz1Vxjfwuar

Aprenda a Limpar os pinceis.


Como limpar e cuidar os pincéis….Ou a melhor forma de poupar dinheiro…!!!

Para garantir uma maior durabilidade e melhor performance dos pincéis, é necessário manter os pincéis limpos, especialmente a virola.
De nada vale comprar os pincéis mais caros e de melhor qualidade, se a seguir não se tomam os cuidados de manutenção apropriados. O artista deve criar a rotina de limpar os pincéis sempre após cada sessão de pintura…uma rotina que pagará bons dividendos!
Procedimento:

Para facilitar a limpeza o primeiro passo a dar é remover a maior quantidade possível de pintura com uma toalha de cozinha. A seguir lavar o pincel com removedor de pintura para retirar todos os vestígios de tinta das cerdas.
A forma mais fácil e rápida é através da utilização de um pote de limpeza com uma grelha de limpeza no fundo.
A grelha espalha (abre) as cerdas e permite a penetração do diluente até a virola do pincel.
E especialmente importante manter limpa esta parte do pincel e remover todo vestígio de pintura porque a acumulação de tinta seca nesta área é o caminho directo para a ruína dos pincéis.
Uma vez limpos, secá-los numa pano de cozinha.

lavar-pinceis


Para proteger os pincéis mais pequenos, é recomendável fazer um tratamento de limpeza mais profundo. Mergulhar o pincel em agua morna, a seguir puxar as cerdas numa pastilha de sabão ou utilizar um liquido de limpeza para as mãos para artistas ,”espalmar” trabalhar o pincel na palma da mão, enxaguar e repetir até formar espuma leve. Este procedimento deverá continuar até notar que a espuma está limpa sem nenhum traço de cor.
Alguns pigmentos mancham a cerda, esta não prejudicará os pincéis.
Uma vez limpo o pincel, secar, dar forma e deixar secar naturalmente. Também pode dar forma ao pincel deixando-o com a espuma limpa e deixando secar naturalmente. Este procedimento é útil se houver algumas cerdas desalinhadas que precisem ser colocadas de novo em linha. Assegure-se de remover a espuma com água morna antes da utilização do pincel.
Algumas dicas importantes.

Se tiver um pincel danificado não apto para pintar, ainda pode tirar proveito dele e dar –lhe outra utilização, como por exemplo para fazer ponteado, folhagem ou para alguma marca particular.

Nunca deixe os pincéis em pé apoiados sobre as cerdas no porta-pinceís. Faça-o sempre com as cerdas para cima…ou eles adoptarão a forma inclinada e nunca mais a recuperarão a sua forma original


Ler mais: http://www.amopintar.com/como-limpar-os-pinceis#ixzz1Vxj8gvzg

Fonte: www.amopintar.com

Conservação dos pincéis

Conservação

Para que os pincéis, trinchas e rolos tenham uma vida útil mais longa e não estraguem depois da primeira pintura, eles devem ser limpos logo após o uso.

Para limpar os instrumentos que estiverem com resíduos de tintas à base de água, como a acrílica e PVA, basta lavá-los com água e sabão.

Já para rolos ou pincéis sujos com tintas à base de solventes, como tinta óleo, esmalte e vernizes, o primeiro passo é tirar o excesso de tinta com jornal e depois lavar com aguarrás.

Após todo o material ser limpo, eles devem ser colocados para secar. Em seguida, é recomendável arrumar as cerdas dos pincéis e das trinchas com um pente, umedecendo-os com óleo vegetal. Depois disso, enrole-os em papel impermeável.
Fonte: Politintas

Como cuidar dos meus pincéis?

Com cuidado, seus pincéis não perderão sua forma e qualidade originais.

Siga as dicas abaixo:
- Não deixe secar tinta nos pincéis
- Limpe-os imediatamente após o uso
- Use o diluente adequado para cada tipo de tinta, e após, lave sempre c/ agua e sabão
- O uso de shampus ou cremes rinse melhoram a limpeza dos pincéis
- Jamais use agua quente, pois pode deformar os pelos ou cerdas
- Ponteie com os dedos
- Nunca guarde os pincéis molhados em embalagens fechadas
- Até sua completa secagem, mantenha-os sempre com os pelos para cima


Conservação dos materiais após o uso

Para aumentar a vida útil dos pincéis e rolos, é essencial limpá-los logo após o uso e depois guardá-los de maneira correta.

Para tintas a base solvente - esmaltes, vernizes, tinta óleo: Após o uso limpe o rolo ou pincel com jornal e lave- os com solução adequada para essa remoção, facilmente encontrada em lojas de materiais para pintura, reforma e construção.

Para tintas a base de água: Tinta acrílica e PVA: Após o uso é recomendável lavar os pincéis com água e sabão.


Dica

Para garantir a conservação dos seus pincéis, arrume as cerdas com um pente, umedeça-os com óleo vegetal e guarde-os enrolados em papel impermeável.


Como limpar a a tinta seca nos pinceis?

Parece complicado mas é coisa mais ou menos simples.

Se a tinta for acrílica, basta deixar mergulhado em álcool metilado por metade de um dia ou pouco mais.
Depois, é só tirar a tinta com os dedos e lavar o pincel com água morna e sabão neutro.
Tudo limpinho outra vez.

Para evitar esse trabalho, é só lavar cuidadosamente depois do uso, sempre com água morna e sabão neutro.
Fonte: cyberLand


Pincéis "aparados''

Os fios mais compridos do pincel novo podem ser encurtados para dar mais firmeza e melhor acabamento na pintura:

Enrole a base dos fios com fita crepe, deixando o comprimento do tamanho que você quiser.

Não esqueça de tirar a fita crepe antes de limpar o pincel.


Dica

Pincel na geladeira

Se for interromper o trabalho por algum tempo, ou mesmo por um dia inteiro, você não precisa limpar o material de trabalho.
Enrole cada pincel ou rolo separado em papel alumínio, ou coloque dentro de saquinhos plásticos, e guarde na geladeira, que eles não ressecam.

Como cuidar de minhas espátulas?

Quando forem guardadas, recomenda-se sua completa limpeza e secagem, após o que deverão ser recobertas com uma fina camada de óleo de linhaça (passada com pincel, pano ou mesmo com os dedos), para sua perfeita conservação.

Guarde-as preferencialmente em lugar hermético


Fonte Faz Fácil ( site )

Prato de Vidro com Mamiko

1)passe verniz mordente no prato de vidro espalhando muito bem, puxando.....deixe secar ( ele some) no fuindo por fota
2)tire as 2 peliculas do guardanapos com flores inteiras
3)centralize o guardanapo no prato, colando e alisando bem
4)acerte bem as curvas...
5)deixe secar....
6)com a lixa de unha tire o excesso do guardanapo das laterais
7)passe laca chinesa sobre o guardanapo
8) pode substituir o verniz...impermeabiliza muito mais
9) deixe secar e lixe bem, o verniz mesmo....
10) passe outra demão
Se quiser pare aqui......
OU......
11)passe branco com rolinho sobre o verniz...goma laca chinesa
12)sempre tom claro
13) deixe secar muitooooooooooooo bem
14)passe outra mão de laca chinesa
15)pegar uma medida, pegar 2 medidas de A e 1 medida do B ( acrilex) vidro crystal
16)atingir ponto de mel
17) usar luvas, deixe quanto mais proximo ao ponto de mel...
18)passar sobre a goma laca chinesa
19) não deixe cair na mesa...use a mão com luva e espalhando o mel
20) pode fazer o talher igual
21)luva joga fora depois de uso......
22) esperar 72 horas

GENTE ESSE PAP FUI ESCREVENDO DO JEITINHO QUE ELA FEZ NA CÁTIA FONSECA....É DEMAIS DE LINDO!!!!

Esse faz parte de um kit de banheiro


Muito bom saber....

MEDIDAS DE COZINHA:

Tabela de equivalência

Xícara de chá:
1 xícara (chá) equivalem a 240ml
1 xícara (chá) de açúcar = 180g
1 xícara (chá) de far. de trigo = 120g
1 xícara (chá) de manteiga = 200g

Colher de sopa:
1 colher (sopa) equivale a 15ml
1 colher (chá) equivale a 5 ml
1 colher (sopa) de açúcar = 12g
1 colher (sopa) de farinha de trigo = 10g
1 colher (sopa) de manteiga = 12g
1 colher (chá) de fermento em pó = 10g

Tamanhos de formas e rendimento
Uma Dica para vocês saberem quantas fatias rende um bolo , pelo tamanho da forma:

Formas com 8 cm de altura:

Forma redonda de 20cm - 16 fatias
quadrada de 20cm - 24 fatias
redonda de 25cm - 26 fatias
quadrada de 25cm - 32 fatias
redonda de 30cm - 42 fatias
quadrada de 30cm - 48 fatias
redonda de 35cm - 48 fatias
quadrada de 35cm - 64 fatias
redonda de 40cm - 64 fatias
quadrada de 40cm - 90 fatias
quadrada de 45cm - 120 fatia
------------------------------------------------------
Para formas com 10 cm de altura

Forma redonda (15cm) - 10 fatias
forma quadrada (15cm)- 12 fatias
forma redonda (18cm) - 12 fatias
forma redonda (23cm) - 20 fatias
forma quadrada (25cm) - 32 fatias
forma redonda (28cm) - 32 fatias
forma redonda (33cm) - 44 fatias
forma redonda (38cm) - 54 fatias

Bolo Oval:

30 cm ---------- 30 Fatias
40 cm ---------- 50 "
50 cm ---------- 80 "
55 cm ---------- 100 "
60 cm ---------- 150 "
65 cm ---------- 200 "

Bolo Retângular:

30 x 35 cm ------------- 50 Fatias
30 x 50 cm ------------- 100 "
35 x 25 cm ------------- 30 "
40 x 30 cm ------------- 50 "
40 x 55 cm ------------- 150 "
45 x 30 cm ------------- 70 "
45 x 35 cm ------------- 100 "
50 x 40 cm ------------- 130 "
45 x 55 cm ------------- 150 "
75 x 45 cm ------------- 200 "


Créditos de Simone Windt e Lidia Rejane Vargas

Resolvi incrementar o blog....Vamos Lá???

Muito util aprender a linguagem da culinária...Aqui vai

LINGUAGEM CULINÁRIA

Aferventar: ferver ligeiramente.

Aquecer previamente: ligar o forno e esquentar até a temperatura desejada, antes de colocar dentro o alimento.

Banho-maria: cozinhar ou aquecer sem contato direto com o fogo, através de água quente, sem ebulição, na qual se mergulha o recipiente onde está a preparação.

Compota: frutas cozidas em água e açúcar.

Corar: dar ao alimento uma cor dourada, pelo próprio calor do forno ou usando gemas dissolvida em manteiga, leite ou água para pincelar, levando ao forno.

Caramelizar: aquecer o açúcar até obter uma cor marrom e o sabor de caramelo.

Derreter: tornar líquido ou semi líquido pela ação do calor os ingredientes gordurosos ou gelatinosos. Ex: manteiga, chocolate e gelatina.

Dissolver: transformar um ingrediente seco ou sólido em líquido, através de hidratação.

Dourar: Fritar ou assar até se formar uma camada mais escura por fora do alimento.

Embeber: impregnar com líquido.

Empanar: passar um alimento pelo ovo e farinha de rosca antes de assar ou fritar.

Engrossar: Acrescentar a um líquido, farinha ou maisena, levando-o ao fogo para que fique encorpado.

Estender: abrir uma massa com o rolo.

Enxugar: Secar a parte líquida de uma composição através do calor ou de espessantes. Ex: purê de maçãs ou massas.

Escaldar: jogar um líquido fervente sobre um ou vários ingredientes.

Folhar: processo que consiste em abrir uma massa bem fina, passar manteiga em toda sua superfície , fazer um rolo com ela e abrir novamente.

Guarnecer: decorar ou finalizar uma etapa de um prato. Ex: pincelar com geléia.

Gratinar: dourar a parte superior de qualquer prato com o calor do forno. Essas receitas normalmente são polvilhadas com farinha de rosca ou queijo ralado, que com o calor do forno se transformam numa crosta dourada.

Homogeneizar: ligar dois ou mais ingredientes de forma a constituíres uma unidade.

Infusão: resultado da extração de aromas, sabores e cor de uma substância, como o acréscimo de água ou outro líquido aquecido ou frio. Ex: chá.Ligar: misturar um ou mais ingredientes de forma homogênea.

Pelar: levar diretamente ao fogo ou à água fervendo para tirar a pele. Ex: amêndoas, tomates.

Pincelar: passar com um pincel apropriado manteiga ou gema na superfície de massas. Ex: empada.

Pitada: porção que se apanha com a ponta dos dedos polegar e indicador.

Polvilhar: espalhar algum ingrediente seco sobre outro alimento. Ex: polvilhar farinha para untar formas, açúcar sobre doces ou queijo ralado sobre massas.

Refogar: aquecer uma panela e fritar bem os alimentos com os temperos.

Reduzir: diminuir o volume de um líquido pela evaporação (fervura).

Sovar: amassar energicamente uma massa já ligada.

TERMOS EM FRANCÊS:

Amandine: qualquer receita que use amêndoas.

Aspic: gelatina aromática feita de caldo de carne e vegetais, usada na preparação de mousses e terrines.

Au-gratin ou gratinée: um prato com creme recoberto com queijo e farinha de rosca dourado no forno.

Au vin: com vinho ou no vinho.

Béchamel: molho branco com manteiga, leite e farinha.

Bouillabaisse: sopa de vários peixes e frutos do mar.

Bouillon ou consomé: caldo transparente de carne ou frango.

Bouquet garni: maço de ervas usado para temperar receitas (louro, salsinha, cebolinha e outros).

Compote: frutas secas ou frescas cozidas em calda de açucar.

Crêpe: panquecas fininhas.

Croûtons: cubos de pão fritos ou assados, usados em sopas ou saladas.

Croissant: pãozinho folhado em forma de meia lua.

En brochette: colocado em espetinhos.

En geleé: em gelatina.

En papillottes: alimentos assados ou cozidos envoltos em papel alumínio ou papel manteiga.

Escargot: tipo de caramujo comestível, que pode ser servido na própria concha ou preparado de diversas maneiras. É um prato muito requintado.

Fines herbes: tempero feito com ervas bem picadinhas.

Flambée: prato preparado com bebida de alto teor alcoólico, que é flambado à mesa.

Fricassê: nome dado à um tipo especial de ensopado de vitela ou galinha.

Hollandaise: molho feito com suco de limão, manteiga e gemas.

Hors-d’oeuvres: salgadinhos aperitivos, servidos antes do primeiro prato, acompanhado de drinques.

Julienne: corte em tirinhas finas e compridas.

Paté de foie gras: patê de figado de ganso.

Petit four: pequenos doces ou biscoitos, glaçados ou não, que acompanham chá ou café.

Potage: sopa.

Ratatouille: refogado com berinjela, pimentão, abobrinha, cebola, alho e azeite. Servido como entrada ou acompanhamento de assados.

Sauté: alimentos ligeiramente refogados ou fritos.

Soufflé: prato de forno, doce ou salgado, sempre preparado com claras em neve, para dar volume e ficar aerado.

Tournedos: fatias pequenas, redondas e grossas de filé.

Velouté: molho à base de caldo de peixe ou carne, com manteiga ou farinha.

Vinaigrette: molho com tempero de vinagre, azeite, cebola e tomate.

Vol-au-vent: cestinhas feitas com massa folhada, assadas e recheadas com misturas cremosas, geralmente salgadas.

terça-feira, 23 de agosto de 2011

O que você vê????


Que gracinha




Essa lembrancinha pode servir tanto para chá de cozinha como para chá bar, veja como é fácil fazê-la.

MATERIAL

tubo modelador (nº2),
arame trançado (ouro),
meia bouclê (laranja),
linha mágica (branca),
laço de fita de cetim;
flor de biscuit,
imã nº12,
passamanaria,
cartãozinho de agradecimento,
alicate meia cana,
cola quente e tesoura.


PASSOS
1 - Passe o arame pelo tubo, formando uma argola. Retire e corte o excesso, deixando um cabinho bem pequeno;

2 - Corte um retângulo de meia com 8 x 3,5 cm. Passe esta toalhinha pelo arame, deixando 4 cm para cada lado;

3 - Na parte da frente da lembrancinha, cole a passamanaria na base da toalha;

4 - Sobre o cabinho, cole o imã, o cartão e o laço;

5 - Por cima, finalize com a flor de biscuit.

Fonte - Blog Letícia Cecília

Ceder

Letícia Thompson

Por que será que nos lamentamos tanto quando nos decepcionamos, perdemos e erramos?
O mundo não acaba quando nos enganamos; ele muda, talvez, de direção.
Mas precisamos tirar partido dos nossos erros.
Por que tudo teria que ser correto, coerente, sem falhas?
As quedas fazem parte da vida e do nosso aprendizado dela. Que dói, dói. Ah! Isso não posso negar!
Dói no orgulho, principalmente.
E quanto mais gente envolvida, mais nosso orgulho dói.
Portanto, o humilhante não é cair, mas permanecer no chão enquanto a vida continua seu curso.
O problema é que julgamos o mundo segundo nossa própria maneira de olhar e nos esquecemos que existem milhões e milhões de olhares diferentes do nosso.
Mas não está obrigatoriamente errado quem pensa diferente da gente só porque pensa diferente.
E nem obrigatoriamente certo.
Todo mundo é livre de ver e tirar suas próprias conclusões sobre a vida e sobre o mundo.
Às vezes acertamos, outras erramos.
E somos normais assim.
Então, numa discussão, numa briga, pare um segundo e pense: "e se eu estiver errado?"
É uma possibilidade na qual raramente queremos pensar.
Nosso "eu" nos cega muitas vezes.
Nosso ciúme, nosso orgulho e até, por que não, nosso amor?
Não vemos o lado do outro e nem queremos ver.
E somos assim, muitas vezes injustos tanto com o outro quanto com a gente mesmo, já que nos recusamos a oportunidade de aprender alguma coisa com alguém.
E é porque tanta gente se mantém nessa posição que existem desavenças, guerras, separações.
Ninguém cede e as pessoas acabam ficando sozinhas.
E de que adianta ter sempre razão, saber de tudo, se no fim o que nos resta é a solidão?
Vida é partilha.
E não há partilha sem humildade, sem generosidade, sem amor no coração.
Na escola, só aprendemos porque somos conscientes de que estamos lá porque não sabemos ainda; na vida é exatamente a mesma coisa.
Se nos fecharmos, se fecharmos nossa alma e nosso coração, nada vai entrar.
E será que conseguiremos nos bastar a nós mesmos?
Eu duvido.
Não andamos em cordas bambas o tempo todo, mas às vezes é o único meio de atravessar.
Somos bem mais resistentes do que julgamos; a própria vida nos ensina a sobreviver, viver sobre tudo e sobretudo.
Nunca duvide do seu poder de sobrevivência!
Se você duvida, cai.
Aprenda com o apóstolo Pedro que, enquanto acreditou, andou sobre o mar, mas começou a afundar quando sentiu medo.
Então, afundar ou andar sobre as águas?
Depende de nós, depende de cada um em particular. Podemos nos unir em força na oração para ajudar alguém, mas só esse alguém pode decidir a ter fé, força e coragem para continuar essa maravilhosa jornada da vida.



Orkut da Rosana, criadora de peças maravilhosas:
http://www.orkut.com.br/Main#Profile?uid=6420879718475989296

Arte em Telha




A) O PREPARO DA TELHA:

1- furar a telha com furadeira na parte superior
2- lixar a telha com lixa grossa (tipo esmeril) em toda a sua volta para evitar acidentes, devido a sua superfície cortante e retirar o pó com pano limpo.
3- aplicar uma demão de látex branco, usando o rolinho de espuma.
4- se houver imperfeições na telha, cobrir com biscuit ou com massa corrida.
5- efetuar o trabalho na telha.
6- após terminado o trabalho atravessar a corda sisal pelo furo da telha.
7- após seco o trabalho envernizá-lo com verniz geral ou acrílico


. B) A EXECUÇÃO DO TRABALHO:

Telha usada:

portuguesa Dimensões: porta (15 X 6 cm),
janela (5 X 8,5 cm),
barrado inferior e o barrado que divide os andares (1,5 cm X largura da telha na parte arredondada),
telhado (9,5 cm X largura da telha na parte arredondada),
andar inferior (16 cm de altura),
andar superior (12,5 cm de altura).

Parede:

tinta acrílica cor pele clara.

Porta e janela:

após seca a tinta aplicada anteriormente na parede da casa, colar palitos de sorvete com cola branca para biscuit dando o formato da porta e janela. Os palitos devem ser cortados no tamanho desejado. Tanto os palitos da porta e da porta quanto da janela são pintados com tinta acrílica marrom escuro.

Jardineira: r

olinho de massa para biscuit na cor marrom, colado na telha com cola branca para biscuit. Colar sobre a jardineira graminha verde clara e florzinhas em biscuit (cor desejada).

Barrado inferior e o que divide os andares:

isolar uma área de 1,5 cm (com fita crepe) para aplicação de massa acrílica ou massa corrida. Usar para a aplicação da massa uma colher de sopa e para espalhá-la uma espátula. Após isso, texturizar com a própria colher


. B) A EXECUÇÃO DO TRABALHO:

Telha usada:

portuguesa Dimensões: porta (15 X 6 cm),
janela (5 X 8,5 cm),
barrado inferior e o barrado que divide os andares (1,5 cm X largura da telha na parte arredondada),
telhado (9,5 cm X largura da telha na parte arredondada),
andar inferior (16 cm de altura),
andar superior (12,5 cm de altura).

Parede:

tinta acrílica cor pele clara.

Porta e janela:

após seca a tinta aplicada anteriormente na parede da casa, colar palitos de sorvete com cola branca para biscuit dando o formato da porta e janela. Os palitos devem ser cortados no tamanho desejado. Tanto os palitos da porta e da porta quanto da janela são pintados com tinta acrílica marrom escuro.

Jardineira:

rolinho de massa para biscuit na cor marrom, colado na telha com cola branca para biscuit. Colar sobre a jardineira graminha verde clara e florzinhas em biscuit (cor desejada).

Barrado inferior e o que divide os andares:

isolar uma área de 1,5 cm (com fita crepe) para aplicação de massa acrílica ou massa corrida. Usar para a aplicação da massa uma colher de sopa e para espalhá-la uma espátula. Após isso, texturizar com a própria colher


Após seca a textura, pintá-la com tinta acrílica vermelha misturada com tinta acrílica pele.

Telhado:

aplicar, com cola branca para biscuit, os palitos no telhado. Na fileira inferior os palitos medem 9,5 cm de altura (13 palitos), na central 8 cm de altura (12 palitos) e na superior 3,5 cm de altura (11 palitos).

Em cima da telha, para dar acabamento ao telhado, aplique massa para biscuit para cobrir a junção das 3 fileiras de palito e alise bem.
Faça o mesmo atrás da telha no lado direito do telhado (você perceberá, depois de concluído o trabalho, que ficará um buraco neste local).
Pinte o telhado com tinta acrílica cerâmica clara e manche alguns pontos com tinta acrílica marrom (efeito de telhado envelhecido).

Vegetação do lado esquerdo da telha:

antes de pintar a vegetação tingir este local com tinta acrílica azul clara, representado o céu. Para a vegetação usar tintas acrílicas nas cores: verde oliva, verde inglês e pele. Para compor as florzinhas usar tintas acrílicas branca e vermelha (da mesma cor usada nos barrados).
Trabalhar sempre com pincéis macios e de tamanho apropriado a área a ser pintada.

Créditos de : Artesã :- Helenice Carvalho Polezelli (www.TV Seculo XXI )

MENSAGEM DE UM IDOSO

Se meu andar é hesitante e minhas mãos trêmulas,ampare-me. Se minha audição não é boa e tenho de me esforçar para ouvir o que você está dizendo,procure entender-me. Se a minha visão é imperfeita e o meu entendimento é escasso, ajude-me com paciência. Se as minhas mãos tremem e derrubam comida na mesa ou no chão,por favor não se irrite, tentei fazer o melhor que pude. Se você me encontrar na rua, não faça de conta que não me viu, pare para conversar comigo,sinto-me tão só. Se você na sua sensibilidade me vê triste e só, simplesmente partilhe um sorriso e seja solidário. Se lhe contei pela terceira vez a mesma história , num só dia não me repreenda,simplesmente ouça. Se me comporto como uma crinança serque-me de carinho. Se estou com medo da morte e tento negá-la, ajude-me na preperação do adeus. Se estou doente e sou um peso na sua vida, não me abandone pois um dia terá a minha idade. A unica coisa que desejo neste meu final de jornada, é um pouco de respeito e de amor... UM POUCO...DO MUiTO QUE TE DEI UM DIA!!!. (Desconheço o Autor)

Essa é da minha filha




Criadora Sheila Rolim....

Olha que graça que ganhei




Visitem a página da criadora e veja quanta coisa linda ela faz....
SHEILA ROLIM

https://www.facebook.com/profile.php?id=100001992512361
http://www.orkut.com.br/Main#Profile?uid=11316110438123658933
http://www.orkut.com.br/Main#Profile?uid=12146238410217048480
http://www.orkut.com.br/Main#Profile?uid=11095933031723780218

depois me conta...rsss

Pap da Rosana - Artesanato Passo a Passo




Materiais:

1 - telha paulista;
2 - selador acrilico;
3 - tinta acrilex;
4 - massa acrilica;
5 - veriz acrilico;
lixa fina; furadeira p/ furar;
guanchinhos p/ chaves;
corda de sisal p/ pendurar;
pincéis macios; espatula p/ trabalhar a massa.

Esta técnica eu utilizo em quase todos os meus trabalhos, gosto de criar novas idéias e esta deu muito certo, vendo muito bem e recebo muitos elogios....
Mas vamos lá...

Modo de fazer:


Corto a telha ao meio e faço duas peças, lixo, passo duas demão de selador acrilico,
dou uma lixadinha, faço um esboço com lápis e pinto com a tinta, deixo a parte q vou fazer com massa sem pintar, e quando pintei faço com a massa acrilica de boa qualidade q seja bem durinha e com a espatula faço o telhado da casa, os troncos e as folhas da árvore e tudo mais, se vc for fazer pedras pode utilizar colher, faca....hehehehe...tudo vira feramenta nas mãos de um artista, até utilizo os dedos...deixe a massa secar, lixe e pinte também, agora é só passar duas demão de verniz acrilico e depois de seco colocar a corda e os guanchos. E p/ quem tem a revista Bia Moreira edição 59 lá tem fotos das minhas telhas, e o pap que a Bia Moreira fez, só q ela utilizou a tinta a óleo, isso foi quando eu fiz um seminário com ela.....se vcs não querem fazer na telha, podem fazer em caixinhas e em outras peças e veja como fica lindo!!! espero q gostem!!.....se tiverem dúvidas é só perguntar q eu estou aqui para ajudar,
um grande abraço a tds! E mãos a obra, quero ver o trabalho de vcs aqui......


Créditos de Rosana

Kit banheiro com Gato Preto e Pincéis Condor


Pap de Rosana - Artesanato Passo a Passo



1- SELADOR ACRILICO

2- TINTA DE TECIDO NAS CORES;

VERDE GLACIAL
AZUL CARIBE
AZUL TURQUESA
AZUL PETROLEO
AZUL PANTANO
PRETO
BRANCO
AMARELO PELE
SIENA NATURAL
E SÉPIA

3- AQUARELA SILK

4- MASSA ACRILICA

5- VERNIZ ACRILICO

PINCÉIS;

Nº 16 Nº 12 E UM MENOR PARA ALGUNS ACABAMENTOS
COM CERDAS MACIAS, OU CABO AMARELO

ESPATÚLA PARA TRABALHAR COM A MASSA.

EXTÊCIL E LIXA FINA.


MODO DE FAZER;

PASSE DUAS DEMÃO FINA DE SELADOR ACRILICO, DEIXANDO SECAR ENTRE UMA DEMÃO E OUTRA, OU FUNDO ACRILICO, LIXE, FAÇA O DESENHO A SEU GOSTO.

USE A TINTA DE TECIDO NA MADEIRA DELUINDO ELA COM SILK , FAZENDO UM AQUARELADO, O SEGREDO É Q A PINTURA FIQUE BEM FINA, A DURABILIDADE É INCRIVEL.


FAÇA O CÉU E A ÁGUA COMEÇANDO COM A COR MAIS CLARA DE AZUL VÁ INTERCALANDO ATÉ O AZUL MAIS ESCURO,SEMPRE DEIXANDO SECAR UM POUCO, NA AGUA USO SÉPIA PARA A SOMBRA O MESMO FAÇO COM A VEGETAÇÃO, USO BRACO PARA FAZER AS LUZES.

VOCÊ TAMBÉM PODE USAR TINTA ACRILICA DE BISNAGA, OU DE POTE!

USE EXTÊMCIL E MASSA ACRILICA PARA FAZER O TRABALHADO NA PARTE DE BAIXO,
USE AZUL PETRÓLEO NA PARTE ESCURA E VERDE GLACIAL NA PARTE MAIS CLARA DEIXE SECAR UM POUCO E COM UM PANO UMIDO RETIRE A TINTA NO TRABALHADO COM MASSA, PODE TAMBÉM LIXAR COM CUIDADO,
PARA FICAR MAIS CLARA, PASSE DUAS DEMÃOS DE VERNIZ COLOQUE O FEIXO E PRONTO.................. MÃOS A OBRA MENINAS!!!. BOA SORTE!!


Créditos de Rosana

Pap Catarina Condé - Artesanato Passo a Passo



Pap Baú Magestade..

Tinta acrílica marrom,
Tinta avrílica areia,
Tinta acrílica ocre ouro,
ouro metal color,
pasta ouro doldfix,
acessório (lojas aviamentos ou de material de biju), pode ser correntinha, transadinho de outro, etc....
2 peças gesso,
Massa corrida,
Betume da judéia,
esteirinha (loja de 1,99),
Border ou qualquer outro papel, krafit, a seu gosto,

Dê base onde vai colar border,
passe massa acrílica onde vai colar a esterinha e a peça de gesso e cole o acessório se igual ao usado nesse baú.
Cole na lateral ( em volta) do baú border com cola rótulo azul,
Passe 2 camadas de goma laca incolor no border, se a pintura for branca ou areia,( a sua escolha),
Pinte o border de branco ou areia (2 demãos), e depois 1 demão de goma laca.
pinte da cor ocre a esteirinha e na lateral da tampa onde vc colou o gesso com massa,
e dê uma demão de metal color ouro,
Dentro e nos pés do baú de marrom,
Envelheça todo o baú tirando o excesso com paninho.
Dentro do baú pode ser envelhecido ou flocado,,
Não deixe de usar o verniz spray......
No border eu deixei mais claro e mais escuro em alguns lugares pra ficar mais bonito...

Ops a esteririnha e o acessório que eu usei no baú, passei uma camada de massa acrílica bem fininha e colei as peças,( deixe secar bem),


Créditos Catarina Condé

Pap de Valéria - Comunidade Artesanato Passo a Passo



Créditos de Valéria

Caixinhas para tudo.....


Ah! se todos pensassem assim.....


Ninguém é tão sábio que nada tenha para aprender, nem tão tolo que nada tenha pra ensinar.


Blaise Pascal

Pap da Bearte - Comunidade Artesanato Passo a Passo



Passo 01) Pintar a caixa por dentro de preto, espere secar e lixe. (Geralmente eu uso o secador de cabelos para agilizar o processo, não esquecendo que não pode estar muito quente pois pode dar bolhas ou rachar a tinta), passe mais uma mão de tinta.

Passo 02) Pintar as divisórias de Pink, isso se aplica também a aneleira, se a caixa for de biju), lixe e passe mais uma camada de tinta.

Passo 03) Pintar toda a tampa por fora de preto e repita o mesmo processo do passo 01.

Passo 04) Colar o papel na tampa da caixa com cuidado para não ficar torto (tenho a maior dificuldade srssr). Corte o espelho de acordo com o tamanho do papel e cole com cola branca (geralmente eu uso a ateliê da acrilex), dando acabamento no papel.

Passo 05) Peque um pincel pequeno e com o cabo mais fino para que você possa usar para fazer as bolinhas. Na parte em preto, faça as bolinhas em Pink, na parte Pink, faça as bolinhas em preto. Só tome cuidado para que as bolinhas fiquem tremidas, pois o acabamento fica feio, mergulhe o cabo do pincel na tinta e não deixe que tenha pouca tinta, senão vai ter que completar e o trabalho não fica bonito.

Passo 06) Agora espere secar e depois envernize.

Passo 07) Pegue a parte de baixo e meça a altura. Você vai precisar dividir a caixa para ficar um trabalho diferenciado. Na parte de cima, passe o preto e na parte debaixo, inclusive no fundo, passe a tinta Pink. Para a divisão ficar certa, use a fita crepe para dividir os lados e a pintura ficar perfeita. Primeiro pinte a parte em preto, seque e lixe e repita a pintura. Retire a fita e coloque na posição contrária (em cima da parte pintada em preto) e pinte a parte Pink, seque e lixe, repita a pintura.

Passo 08) Depois de seca, coloque a faixa bem no meio da divisão para dar acabamento.

Passo 09) Faça as bolinhas e espere secar.

Passo 10) E por último, envernize a peça.

Créditos de Bearte

Pap de Carlinha - Comunidade Artesanato Passo a Passo



Pintura comum.....lixa....base....lixa....tinta....lixa.....tinta e verniz...........
A única diferença é que eu bolei essas imagens(tanto a da tampa como a dos sabonetes)e imprimi em papel comum na impressora jato de tinta.............
como fazer:
Imprima a imagem escolhida,
espere secar por meia hora,
passe gomalaca incolor ATRÁS da figura com um pincel bem macio.......,
espere secar (meia hora + -),
passe gomalaca na frente da figura,
mais meia hora.............
e pronto !É só colar !!!!!!!!!!!
No sabonete inclusive eu usei o verniz vitral e vcs podem ver que não manchou nem nada..................faço isso inclusive com fotos.


Crédito de Carlinha

Pap de Valquiria - Comunidade Artesanato Passo a Passo




PAP CAIXA CORAÇÃO

Não tem mistério.

Na parte inferior:

Lixei a madeira e fui pintando direot com a cor vermelha acrilex por dentro e por fora exceto nas bordas.
Depois por dentro pintei as bolinhas com pinta bolinhas.
passei verniz geral

Na parte superior:

pintei toda de branco base e fui lixando até ficar lisinha.
pintei com tinta branca pva acrilex até ficar bem branquinha ( coloco um pouquinho de cola branca )
depoiis fiz a decoupage com os corações e usei dimensional dourado nas laterais
finalizei com verniz geral


Créditos de Valquiria

Pap da Suzana - Artesanato Passo a Passo




1. Passe o arame no modelador número 3, vinque com o alicate.
2. Faça 12 peças iguais e encape com a meia vermelha. Amarre na extremidade inferior e corte os excessos.
3. Coloque a pétala sobre o tubo modelador número 3 e com um lápis ou uma caneta, modele a ponta da pétala para dentro.
4. Vire a outra ponta para dentro. Repita esta operação em todas as pétalas.
5. Para fazer o botão da rosa prenda duas pétalas sobrepondo uma sobre a outra. Encaixe a terceira fechando o pistilo.
6. Intercale mais três peças nos espaços das pétalas anteriores,e depois mais três intercale novamente.
7. Case as três últimas pétalas nos espaços. Das pétalas anteriores até este passo esta formado o botão.
8. Passe fita floral para o acabamento.
9. Agora é só montar o seu arranjo.........


Créditos de Suzana

Pap da Lu - Comunidade Artesanato Passo a Passo



Esta caixa é simples porem o detalhe da fita que realça.Vou tentar explicar a parte de cima foi pintada de roxo com decoupage da mamiko e a parte de baixo de rosa antigo com efeito aquarelado de roxo é só aguar a tinta e passar com pincel macio secando com secador virando a caixa pra fazer o efeito aquarelado depois um toque com carimbo o que usei foi de folhas e usei verniz acrilico brilhante

Crédito da Lu

Pap da Arte na Garagem - Comunidade Artesanato Passo a Passo



1) Passar fundo branco na caixa, lixar a caixa após secar;

2) Pintar com tinta a base de água

3) aplicar as pastilhas de vidro em papel contact com o lado colante para cima;

4) depois fazer a decoupage com guardanapo na pastilha de vidro (usei Hidrolaca)

5) após secar cortar com estilete entre as pastilhas e lixar individualmente
para retirar os excessos do papel, (usei lixa 220)

6) tomar cuidado de ir lixando e colocando na mesma posiçcao da figura, se quiser
pode numerar as pastilhas no verso, para nâo correr o risco de não acertar a figura
novamente.

7) após lixado colar uma por uma na tampa da caixa (usei cascores extra), e cuidando para
manter iguais a distancias entre pastilhas e o esquadro.

8) apos colar e secar, aplicar verniz vitral nas pastilhas e verniz alto brilho na caixa.

Créditos de Arte na Garagem

Pap e peça da Bianca e Sérgio- Comunidade Artesanato Passo a Passo



Lixe a peça; passe um pano úmido; após secar passe 2 demãos de primer para pet(eu usei da acrilex). Após secagem, passe a tinta branca 2 demãos, respeitando a secagem entre elas. Lixe com uma lixa bem fininha. Depois veja o que vc quer pintar, risque com o auxílio de um carbono, contorne o risco com a caneta preta TEC (marcador permanente).Depois vc pinte o seu desenho a gosto. Para finalizar passe o verniz geral.

Créditos de Bianca e Sérgio

Pap da Glória da Comunidade Artesanato Passo a Passo



1 - Pinte toda a caixa com a tinta base branca, dentro e fora;

2 - Pinte, na parte externa, onde vai ser colocado fotos, de lilás;

3 - Pinte os suportes dos álbuns internos, um de cada cor, no caso, lilás e roxo;

4 - Prepare o guardanapo xadrez para decoupage tirando as 2 folhas brancas dele e recorte no tamanho das laterais (com um pouco de folga), 4 faixas para cada lado e faça a decoupage, se tiver sobras, espere secar e tire com lixa de unha, atende ao detalhe de fazer cada lado de uma vez esperando secar.

5 - Na tampa, na parte interna, eu pintei a parte do meio de roxo e deixei 2 cm de "moldura" e pintei de lilás, em cima, faça a decoupage com a figura do tamanho da tampa, no caso, uma borboleta nas cores roxo, lilás e prata.

6 - Passe verniz acrílico em toda a parte externa onde foi decoupado com guardanapo.

7 - Finalize com fita TNT, faça os lacinhos e cole com cola quente, eu dividi ao meio a fita para ficar mais delicado os lacinhos, são 4 para cada lado, colocando-os em cada quina, assim vc tb esconde a emenda do guardanapo decoupado.



Este pap trouxe da Comunidade Artesanato Passo a Passo do orkut. Resolvi trazer vários deles aqui, pois tem muita gente que não tem acesso ao orkut e assim facilito a pesquisa. Esta caixa foi feita por Glória...créditos dela.

sábado, 20 de agosto de 2011

Muito bom!!!!!



Verdade


Nuncaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa


Pap da Glitter


Pense Nisso


Porta baton



Amém




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...